Recomendação de apostas de futebol

Ex-integrantes das Farc admitem culpa por 21.000 sequestros

Eles são julgados pela Jurisdição Especial para a Paz, criada em decorrência do acordo de paz assinado em 2016

ato em 2008 contra as Farc
Copyright WikimediaCommons – 5.fev.2008
Protesto em 2008 pelo fim dos sequestros cometidos pelas Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia)

Líderes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) admitiram, pela 1ª vez, culpa da extinta guerrilha por mais 21.000 sequestros. Eles estiveram na 3ª feira (21.jun.2022) em tribunal que julga os piores crimes do conflito na Colômbia. Vítimas dos sequestros estiveram presentes na audiência.

Rodrigo Londoño, o Timochenko, falou em nome dos 13.000 ex-combatentes que assinaram acordo de paz com o governo colombiano em 2016. Segundo a agência AFP, ele reconheceu “responsabilidade individual e coletiva de um dos crimes mais abomináveis cometidos” pelas Farc. O ex-guerrilheiro falou que os sequestros foram “fruto de uma política que desembocou em crimes de lesa-Humanidade e crimes de guerra”.

A JEP (Jurisdição Especial para a Paz), criada em virtude do acordo de paz, imputou em 2021 aos integrantes do alto escalão das ex-guerrilha crimes de lesa-humanidade relacionados com milhares de sequestros e delitos como tortura, cometidos de 1990 a 2016.

O órgão declarou que as Farc implementaram uma “política nacional para sequestrar civis” a partir dos anos 1980. A JEP identificou 3 formas de sequestros: detenção de “civis que transitavam por áreas” dominadas pelos rebeldes, sequestros “para cobrar pagamento de resgate” e para que fossem realizadas trocas por integrantes da guerrilha presos.

Os ex-comandantes da guerrilha Pablo Catatumbo, Pastor Alape, Milton Toncel e Julián Gallo também pediram perdão.

Nunca imaginei o quão incrivelmente difícil, o quão terrivelmente doloroso seria sentar diante de vocês [vítimas dos sequestros] e ouvir todo o dano que lhes causamos”, falou Catatumbo.

O acordo de paz prevê que os ex-guerrilheiros devem oferecer reparação às vítimas e dizer a verdade para evitar a prisão. As audiências serão realizadas até 5ª feira (23.jun).

O tribunal levará em torno de 3 meses para impor sanções aos ex-guerrilheiros. Se considerar que as confissões não são suficientes, eles podem ser condenados a até 20 anos de prisão.

o Poder360 integra o the trust project
autores
〖Programas para ganhar dinheiro online 〗〖Apostas Copa do Mundo 〗〖google ganhos online 〗〖Apostas online 〗〖Melhores sites de poker no Brasil 〗〖Programa de renda online 〗〖CAÇA-NIQUEL 〗〖Bacará Online 〗〖AFUN〗〖Site de aposta de jogos 〗〖AFUN | Empresa de apostas esportivas〗〖Itens de apostas de futebol 〗〖jogo de apostas de futebol 〗〖Melhores sites de apostas de futebol online 2022〗〖AFUN Apostas Esportivasย 〗〖Recomendações de apostas para a Copa do Mundo 〗〖Preço mais recente do Bitcoin 〗〖negociação de criptomoedas 〗〖Apostas na Internet em loterias 〗〖Cassino 〗〖mineração de criptomoedas 〗〖Placar de futebol jogos de hoje 〗〖Online gambling 〗〖Apostas de futebol ao vivo 〗〖Melhores sites de apostas de futebol online 2022〗〖AFUN - Jogos esportivos online〗〖Free Online Slots 〗〖Betano apostas esportivas 〗〖Apostas em tempo parcial 〗〖la Premier League inglesa 〗